ANTERO DE ALDA Photography Recent Works




«Quite frankly, I'm in deep shit!» ALLEN GINSBERG



Europa bunga bunga





Europe thou art no longer fair...

Do not count me in
no longer will I participate in your orgies.
Put on a condom, dammit!
Why do you mingle with China? Do you also
have little children for lunch?
Take pity, for crying out loud!


Europe you have no respect for your children

what will your grandchildren say one day?

Do you beat your wife, also?


Europe like once upon a time in America

so shall you have to get fixed

all of your TVs.

Europe like once upon a time in America

so shall you have to order your soldiers back home

ask for forgiveness!

Europe like once upon a time in America

will your skyscrapers not be yours.

Europe I'll give you a map

like once upon a time in America

will you tell me where Afghanistan is? And Iraq?


Europe you lie,

fooled us into believing you were rich

but how rotten were you!

Europe resign! Resign I say!


Europe you made us believe that Marx was the devil.

And Engels.

And Proudhon («property is theft!»)

and Ginsberg

and Whitman...

Why, oh why?

Whatever the case may be you now lie in misery

I cannot rescue you with my salary

I cannot rescue you with my sweat.


Europe I have a heart condition.

Never have I spoken to you so seriously: I'm depressed.

I've paid for your motorways

why do you ask of me more money?

I've paid your light meters

why do you ask of me more money?

No longer can I go to the supermarket I hate shopping

can you imagine the hatred I’ve grown to thy bread,

thy milk, thy grated flour?

Europe I’m sick of canned sardines

do you remember Christoulas 1? Do you also wish to see me
hanging from a tree with a rope around my neck?

Europe remember Mohammed Bouazizi 2

do you also wish to see me on fire, in front of the

Strasbourg Parliament?


Europe you bathe in tears

what good is such bloodshed?

Europe please don’t show me more teeth

confess to your sins! 


Europe like once upon a time in America

your reality shows make me sick

your stars will run out: FUCK YOU!


FUCK YOU wolfgang schuble, thy tyrant father

FUCK YOU angela merkkel from burgerbraukeller 3

FUCK YOU sarkozy-carla bruni of Madame Tussauds

FUCK YOU jean-claude trichet, the one who

lacks nightmares and always sleeps

in a clear conscience

FUCK YOU lagarde, keeper of poor children

in the Niger

FUCK YOU rajoy, what to say on rajoy?

FUCK YOU passos coelho, the liar from Lisbon

FUCK YOU claude juncker, the routine bureaucratic

FUCK YOU venizelos, Apollo’s bad dream

FUCK YOU barroso, the flag holder

FUCK YOU sócrates, made of paper

FUCK YOU zapatero

FUCK YOU aznar

FUCK YOU juan Carlos, the King of Spain

— when will you ultimately die?

FUCK YOU gordon brown

FUCK YOU cameron, the Pound’s Uncle Scrooge

FUCK YOU tony blair, bush’s embassador

FUCK YOU elizabeth of England

— when will you ultimately die too?

FUCK YOU prince Charles Birmingham’s jester

Duke of Edimburg and of Cornwall earl of Chester

lord of the Islands knight in the Order of Garter

and in the Order of the Bath...

FUCK YOU too, benedict XVI and your

paedophile army

FUCK YOU rompuy, master of ceremonies

FUCK YOU berlusconi, Saramago’s «thingy»

FUCK YOU monti, Verdi’s executioner

FUCK YOU draghi, the Euro saviour

FUCK YOU constâncio, wharehouse keeper

FUCK YOU papademos, Greece’s coach

FUCK YOU olli rehn, vault guardian

FUCK YOU dsk, hotel waitresses fornicator

FUCK YOU hollande, parisien impotent



FUCK YOU Europe united

in my country, there are old people who cannot afford

to buy drugs but do you know it? my maid has not

eaten meat for three months but how can I help her

if all you give me is the bones? listen to me, listen well:

I will also hand you over my children, will you

feed them? what have you done to your maternities?

do you by any chance know how many babies were born

in ambulances between the IP4 and the A24 motorway?



Europe thou art at war!

thou art at war in Athens

thou art at war in Lisbon

thou art at war in Puerta del Sol in Madrid

thou art at war in Paris

thou art at war in all cities wherever

the police unleash its fury on the workers and on

the unemployed because from your cow’s udders

milk only flows for the masters!


Europe you are carnivorous and I already surrendered

my home shall I also surrender my soul to the bank?

(no Europe; come no further, no longer will I let you

step on my toes – no longer will I allow you to squeeze

my balls).


Europe I need a bypass. Seriously.

Will you give it to me?

I swear I won’t do amphetamines, I promise

I won’t grow weed on my neighbour’s garden

will you give it to me?


Europe do you believe that I'm MADE IN CHINA?

FUCK YOU once again

in my conscience you’ll find no flaw, dammit!


Europe I don’t need your submarines made in Germany

I cannot travel on your TGV made in France

will you also force me to buy a fleet of helicopters

for NATO?


Europe when will thy cleanse yourself?

like once upon a time in America

your coke is trash

your nike is trash

your LG is trash

your samsung is trash

your nokia is trash

your mcdonalds is trash

your visa mastercard is trash

your sony is trash

your nestlé porridge is trash

your siemens is trash

your orange telecom is trash (how many more

will hang themselves on that orange tree?)

your pt telecommunications is trash

your "até já"* tmn is trash

your "energia positiva"* galp is trash

your "de que é que precisas?"* optimus is trash

your "compre o que é nosso"* modelo continente

is also trash

trash is your «like» on facebook

is there anything in you

that is beyond trash?!


Europe like once upon America

are your negro «God’s shit»?

are your Muslims «God’s shit»?

Europe you suffer from atherosclerosis

«God’s shit» is your blood oil from the Niger Delta

runs in your veins «God’s shit».


Europe you do not have ministers of Education

your ministers of Education are accountants,

you do not have ministers of Finance your

Finance ministers are tax collectors, you have no

Labour ministers your Labour ministers are slavers,

you have no Health ministers your ministers of Health

are undertakers, you have no Heads of State

your Heads of State are actually gang leaders... 



Europe I'll be frank with you:

I’ve already fired my maid.

Over the next five years you will rob me 70.000 euro

70.000 euro that you´ll spend in two days in the Bahamas

when will you ever repay me?


Europe you’ve already sold your rings

is it true that you are now selling your fingers? please

let me breathe, how much will you charge me

for thirty seconds of oxygen? 


Europe you spent all our money in luxurious brothels.

How many whores have you sustained with my taxes?


Europe I don’t want you to step sideways

I want you to evaporate.

I don’t want you in two speeds, I can’t stand

living on the crumbs dropped from the banquets

of the rich, as Sena 4 says.


Europe don’t come knocking on my door, don´t come

ringing my bell you’ve become an UN-BEA-RA-BLE



Europe your capital city is once again Auschwitz.

Like once upon a time in America

you’re planting crosses all over the world

but I refuse to believe in that God of yours.


Europe please step aside

I'm going to spew.




* Advertisement campaigns in Portugal

«até já»: «see you soon» for tmn cell phone operator

«energia positiva»: «positive energy» for galp gas stations

«de que é que precisas?»: «what do you need?» for optimus cell phone operator

«compre o que é nosso»: «buy national products» for modelo continente hypermarkets


1 Christoulas: Greek suicide protester (2012).

2 Mohammed Bouazizi: Tunisian suicide protester (2010).

3 Burgerbraukeller: name of the brewery in Munich where the Putsch that would bring the Nazis

to power took place in 1923, according to Hitler's biography, as writen by Giulio Ricchezza.

4 Jorge de Sena, Portuguese poet and writer.


English version 


Antero de Alda: Camara Antiga (europa)








  Post 092 -  Julho de 2012  


foto: Carlos Vilela 2010



pesquisar neste blog




o editor pergunta-me...

          [ a reserva de Mallarmé ]





o ministro foi às putas de pequim

manual de sobrevivência [ XXV ]

o comboio de... Cristina Peri Rossi

o tesoureiro de Leipzig

manual de sobrevivência [ XXIV ]

manual de sobrevivência [ XXIII ]

manual de sobrevivência [ XXII ]

e o lado oculto da Europa...

a Espanha oculta de...

          [ Cristina García Rodero ]

o cortejo dos amortalhados

EU — only for rich

a essência do Capitalismo

a essência de um Capitalista

os filhos do Diabo

manual de sobrevivência [ XXI ]

ódio à Democracia [ III ]

ódio à Democracia [ II ]

ódio à Democracia [ I ]

Warhol [ 85 anos ]

manual de sobrevivência [ XX ]

manual de sobrevivência [ XIX ]

manual de sobrevivência [ XVIII ]

taitianas de Gauguin

retratos de Van Gogh

nunca serei escravo de nenhum terror

as coisas [ Jorge Luis Borges ]

manual de sobrevivência [ XVII ]

manual de sobrevivência [ XVI ]

Portugal, noite e nevoeiro

o corno de Deus

manual de sobrevivência [ XV ]

manual de sobrevivência [ XIV ]

manual de sobrevivência [ XIII ]

a filha de Galileu

um museu para o Eduardo

manual de sobrevivência [ XII ]

manual de sobrevivência [ XI ]

Torricelli, Pascal, Hobbes, razão, utopia e claustrofobia

manual de sobrevivência [ X ]

manual de sobrevivência [ IX ]

os diabos no quintal

     [ histórias de homens divididos

       entre muitos mundos ]

o pobre capitalismo...

as Madalenas de Caravaggio

manual de sobrevivência [ VIII ]

o alegre desespero [ António Gedeão ]

manual de sobrevivência [ VII ]

manual de sobrevivência [ VI ]

manual de sobrevivência [ V ]

manual de sobrevivência [ IV ]

manual de sobrevivência [ III ]

sombras [ José Gomes Ferreira ]

Phoolan Devi [ a valquíria dos pobres ]

schadenfreude [ capitalismo e inveja ]

a vida não é para cobardes


a III Grande Guerra


EU — die 27 kühe [ as 27 vacas ]

europa tu és uma puta!


o daguerreótipo de Deus...

o honrado cigano Melquíades...

cem anos de solidão...

manual de sobrevivência [ II ]

o salvador da América [ Allen Ginsberg ]

o salvador da América [ Walt Whitman ]

[ revolução V ] as mães do Alcorão

[ revolução IV ] paraíso e brutalidade

[ revolução III ] andar para trás...

[ revolução II ] para onde nos levam...

[ revolução I ] aonde nos prendem...

o problema da habitação

cartas de amor

a herança de Ritsos

as piores mentiras

elegia anti-capitalista

da janela de Vermeer

manual de sobrevivência [ I ]

de novo o Blitz...

antes de morrer

as valquírias

forretas e usurários

           [ lições da tragédia grega ]

Balthus, o cavaleiro polaco

abençoados os que matam...

diário kafkiano

Bertrand Russell: amor e destroços

U.E. — game over

DSK: uma pila esganiçada



o tempo e a eternidade

Bucareste, 1989: um Natal comunista


o Homem, a alma, o corpo e o alimento

          [ 1. a crise da narrativa ]

          [ 2. uma moral pós-moderna? ]

          [ 3. a hipótese Estado ]

o universo (im)perfeito

mural pós-moderno

Lisboa — saudade e claustrofobia

          [ José Rodrigues Miguéis ]

um cancro na América

Marx, (...) capital, putas e contradições

ás de espadas

pedras assassinas

Portugal — luxúria e genética

rosas vermelhas

Mozart: a morte improvável

1945: garrafas

1945: cogumelos

bombas de açúcar

pão negro

Saramago: a morte conveniente

os monstros e os vícios

porcos e cinocéfalos

o artifício da usura

a reserva de Mallarmé

o labirinto

os filhos do 'superesperma'

a vida é uma dança...

a puta que os pariu a todos...

walk, walk, walk [Walter Astrada]

Barthes, fotografia e catástrofe

Lua cheia americana [Ami Vitale]

a pomba de Cedovim

o pobre Modigliani

o voo dos pimparos

o significante mata?

a Europa no divã

a filha de Freud

as cores do mal

as feridas de Frida

perigosa convivência

—querida Marina! («I'm just a patsy!»)

a grande viagem...

histoire d'une belle humanité

o coelhinho foragido

o sono dos homens...

«propriedade do governo»

os dois meninos de O'Donnell

o barco dos sonhos

farinha da Lua

o enigma de Deus

«nong qua... nong qua...»

«vinho de arroz...»

magnífica guerra!

a lei do Oeste...

Popper (1902-1994)







os dias todos iguais, esses assassinos...









«A bem dizer estou na merda!»





Europa bunga bunga






Europa tu já não és formosa...



Não contes comigo

não vou participar nas tuas orgias.

Tens que usar preservativo, porra!

Porque te misturas com a China? Também

comes criancinhas ao almoço?

Tem piedade, pá!



Europa tu não tens respeito pelos teus filhos

o que dirão de ti um dia os teus netos? também bates na tua mulher?




Europa como um dia na américa

tens de mandar consertar

todas as tuas televisões.

Europa como um dia na américa

manda regressar os teus soldados a casa

pede perdão!

Europa como um dia na américa

os teus arranha-céus não são teus.

Europa eu vou dar-te um mapa

como um dia na américa

dizes-me onde fica o Afeganistão? E o Iraque?




Europa tu és mentirosa

fizeste-nos crer que eras rica

mas estavas tão podre!

Europa demite-te! Demite-te!




Europa tu fizeste-nos crer que Marx era o diabo.

E Engels.

E Proudhon («propriedade é roubo!»)

e Ginsberg

e Withman...


Em qualquer caso agora estás na miséria

eu não posso acudir-te com o meu salário

eu não posso acudir-te com o meu suor.




Europa eu tenho um problema de coração.

Nunca te falei tão sério: estou deprimido.

Já paguei as tuas auto-estradas

porque me pedes mais dinheiro?

Já paguei os teus contadores da luz

porque me pedes mais dinheiro?

Já não posso ir ao supermercado detesto fazer

compras imaginas o ódio que eu ganhei

ao teu pão ao teu leite à tua farinha ralada?

Europa já estou farto de comer sardinhas em lata

lembras-te de Cristoulas 1? também queres

ver-me preso a uma árvore com uma corda ao pescoço?

Europa lembra-te de Mohammed Bouazizi 2

também queres ver-me em chamas à frente do

Parlamento de Estrasburgo?




Europa tu estás banhada em lágrimas

de que te serve tanto sangue derramado?

Europa por favor não me mostres mais os dentes

confessa os teus pecados!




Europa como um dia na américa

os teus reality-shows metem-me dó

as tuas estrelas vão apagar-se VAI-TE FODER!




FUCK YOU wolfgang schuble o teu pai tirano

FUCK YOU angela merkkel da burgerbraukeller 3

FUCK YOU sarkozy-carla bruni de

Madame Tussauds

FUCK YOU jean-claude trichet aquele que

não tem pesadelos e dorme sempre de

consciência tranquila

FUCK YOU lagarde a guardiã das crianças pobres

do Níger

FUCK YOU rajoy e que dizer de rajoy?

FUCK YOU passos coelho o mentiroso de Lisboa

FUCK YOU claude juncker o manga-de-alpaca

FUCK YOU venizelos o pesadelo de Apolo

FUCK YOU barroso o porta-estandarte

FUCK YOU sócrates de papel

FUCK YOU zapatero

FUCK YOU aznar

FUCK YOU juan carlos o rei de Espanha                 

— afinal quando é que tu morres?

FUCK YOU gordon brown

FUCK YOU cameron o tio patinhas da Libra

FUCK YOU tony blair embaixador de bush

FUCK YOU isabel de Inglaterra

— quando é que morres também?

FUCK YOU príncipe carlos o bobo de Birmingham

duque de Edimburgo e da Cornualha conde de Chester lorde das Ilhas cavaleiro da Ordem da Jarreteira e do Banho...

FUCK YOU também bento XVI e o seu exército

de pedófilos

FUCK YOU rompuy mestre de cerimónias

FUCK YOU berlusconi "a coisa" de Saramago

FUCK YOU monti o carrasco de Verdi

FUCK YOU draghi o salvador do Euro

FUCK YOU constâncio o fiel-de-armazém

FUCK YOU papademos o traidor da Grécia

FUCK YOU olli rehn o guardião do cofre

FUCK YOU dsk o fornicador de empregadas de


FUCK YOU hollande o impotente de Paris



FUCK YOU europa unida

no meu país há velhinhos que não têm dinheiro

para comprar medicamentos tu sabes disso? a minha empregada já não come carne há três  meses mas como posso eu ajudá-la se tu já só

me dás os ossos? ouve-me bem: também vou  entregar-te os meus filhos dás-lhes de comer? o que é que fizeste às tuas maternidades? por acaso sabes quantos bebés já nasceram nas ambulâncias entre o IP4 e a A24? Porquê?




Europa tu estás em guerra!

Tu estás em guerra em Atenas

tu estás em guerra em Lisboa

tu estás em guerra na Puerta del Sol em Madrid

tu estás em guerra em Paris

tu estás em guerra em todas as cidades onde a

polícia descarrega a tua fúria sobre os trabalhadores e desempregados porque das

tetas das tuas vacas só há leite para os patrões!




Europa tu és carnívora já entreguei a minha casa

também queres que eu entregue a minha alma

ao banco? (não europa não te aproximes eu

não vou deixar que me pises os calos não permito que apertes mais os meus tomates).




Europa eu preciso de um by-pass. A sério.

Tu arranjas-mo?

Juro-te que não tomo anfetaminas não cultivo

cannabis no jardim do vizinho

tu arranjas-mo?




Europa achas que eu sou MADE IN CHINA?

VAI-TE FODER outra vez

na minha consciência não encontrarás

nenhum defeito, porra!




Europa eu não preciso dos teus submarinos

made in Germany

não posso andar nos teus TGV

made in France

também queres obrigar-me a comprar

uma frota de helicópteros da NATO?




Europa quando te lavas?

Como um dia na américa

a tua cola-cola é lixo

a tua nike é lixo

a tua LG é lixo

a tua samsung é lixo

a tua nokia é lixo

a tua mcdonalds é lixo

o teu visa mastercard é lixo

a tua sony é lixo

as tuas papas nestlé são lixo

a tua siemens é lixo

a tua orange telecom é lixo (quantos mais

operários irão enforcar-se nessa laranjeira?)

a tua pt telecomunicações é lixo

a tua tmn "até já" é lixo

a tua galp "energia positiva" é lixo

a tua optimus "de que é que precisas?" é lixo

o teu modelo continente "compre o que é nosso"

também é lixo

é lixo o teu facebook "I like"

será que haverá em ti alguma coisa

que não seja lixo?!




Europa como um dia na américa

os teus negros são "merda de deus"?

os teus muçulmanos são "merda de deus"?

Europa tu sofres de aterosclerose

"merda de deus" é o teu sangue o que corre nas  tuas veias é o petróleo do delta do Níger

"merda de deus".




Europa tu não tens ministros da Educação

os teus ministros da Educação são contabilistas, tu não tens ministros das Finanças os teus ministros das Finanças são cobradores de impostos, tu não tens ministros do Trabalho os teus ministros do Trabalho são esclavagistas, tu não tens ministros da Saúde os teus ministros da Saúde são cangalheiros, tu não tens chefes de Estado os teus chefes de Estado na verdade são chefes de quadrilha...




Europa eu vou ser sincero contigo:

já despedi a minha empregada.

Nos próximos cinco anos vais roubar-me

70 mil euros 70 mil euros gastas tu em dois dias nas Bahamas quando é que mos pagarás?




Europa tu já vendeste os teus anéis

é verdade que estás agora a vender os teus dedos? por favor deixa-me respirar quanto me irás pedir a seguir por trinta segundos de oxigénio?




Europa gastaste todo o nosso dinheiro em bordéis

de luxo. Quantas putas sustentaste com os meus impostos?




Europa eu não quero um passo lateral eu quero

que te evapores.

Eu não te quero a duas velocidades não suporto

viver das migalhas dos banquetes dos ricos como diria o Sena. 4




Europa não batas à minha porta não toques na

minha campainha tu tornaste-te um vizinho





Europa a tua capital é outra vez Auschwitz.

Como um dia na américa

andas a plantar cruzes pelo mundo inteiro

mas nesse teu deus eu não acredito.




Europa por favor afasta-te

eu vou vomitar.



12 JUL 2012




1 Cristoulas = Dimitri Cristoulas, o manifestante suicida grego (2012).

2 Bouazizi = Mohammed Bouazizi, o manifestante suicida tunisino (2010).

3 Burgerbraukeller = nome da cervejaria de Munique onde se deu em 1923 o Putsch

   que haveria de levar os nazis ao poder, segundo a biografia de Hitler contada por

   Giulio Ricchezza.

4 Sena = Jorge de Sena: «A gente neste mundo alimenta-se ou sobrevive dessas migalhas do banquete dos outros.»


para ouvir na voz de JOÃO D'ÁVILA:

poemas intermináveis — videografias do lixo pós-moderno



mais sobre "Europa"

Se soubermos procurar, a América dá-nos tudo: o bom e o mau. E, se tivermos sorte, a América ensina-nos tudo (América tu és a culpada já passaste por tudo isto e não nos disseste nada! América eu perdoo-te porque não nos escondeste Ginsberg).


«Já não há brancos e negros, esquerda e direita... agora só há cima e baixo.» Ginsberg inspirou-se em Bob Dylan (Allen Ginsberg e Bob Dylan à frente de um Cristo crucificado: «Filho, sai daí senão ainda te magoas!») e em toda a folk vadia norte-americana, para além de Guthrie, Johnny Cash, Joan Baez... Hoje ainda há brancos e negros, esquerda e direita, homo e hetero, europeus e muçulmanos (Europa tu és um imenso continente de preconceitos!), mas o que mais sobressai é isso mesmo, os de cima e os de baixo: os ricos e os pobres. Em mais de 50 anos, não se evoluiu muito: o exemplo europeu está hoje tão desgastado como a América no período das guerras indígenas ou exactamente no princípio da Guerra de Secessão, que opôs o Norte ao Sul... O que Ginsberg herdou foram essas feridas, que sangraram em "America". "Europa" é, por isso, um poema em construção, algo como uma doença (Europa eu preciso de um by-pass. A sério. Tu arranjas-mo?) que só acabará talvez daqui a muitos anos (o século XXI vai ser o século da cegueira).


«Eu aceito o caos, só não sei se ele me aceita a mim.» Europa por favor afasta-te eu vou vomitar é um grito de redenção. Como é possível acreditar na América, também é possível acreditar na Europa, quer dizer: no fundo, eu acredito que a Europa tem dois corações... (vás para onde fores, vai sempre atrás de dois corações: só três não te servem de nada).


A América deu-nos tudo, lembram-se? Tal como a Europa. E, infelizmente, tanto a América como a Europa deram-nos também a máfia: «Serão disponibilizados alguns milhões... para quem tiver direito a eles.» A empresa farmacêutica Merck ameaça abandonar Portugal, dizem os jornais. Isto é a máfia! E Andreotti? E Berlusconi? E Sarkozy?...


«Não ponhas o meu nome na tua agenda.» Europa não batas à minha porta não toques na minha campainha tu tornaste-te um vizinho IN-SU-POR-TÁ-VEL!


«Nunca te deixes fotografar: a tua fotografia é imutável e irá perseguir-te para o resto da tua vida.» Não te ligues demasiado às fotografias: podes andar atrás de alguma coisa ou de alguém que já não te pertence.

O dilema de quem nos governa é não saber escolher (ou não poder escolher outra coisa... em função dos seus interesses) entre os mercados e o povo. Esta é a sua fotografia!


É tudo o que sei sobre "America" (Howl and Other Poems, 1956), tudo o que me serviu para escrever "Europa", exactamente 56 anos depois.


Citações do fime I´m Not There, real. Todd Haynes, 2007.




anterior  |  início  |  seguinte



A alma tem muitos inquilinos

que estão frequentemente em casa todos ao mesmo tempo.



webdesign antero de alda, desde 2007